Por Flavio Degani. Consultor e Diretor da Privium Consultoria.

No complexo mercado global de hoje, a sua companhia, organização ou agência precisa de todas as vantagens que pode ter.
A resposta é a padronização estratégica, e é vital para seguir com as atividades diárias.

O International Trade Administration (ITA) do Departamento de Comercio dos Estados Unidos relata que 92% das exportações de bens dos EUA são afetados por normas ou regulações técnicas, no Brasil não é diferente. Começando desde design e manufatura até distribuição e acesso à mercados, todos os aspectos de produtos e serviços da indústria são afetados em algum momento pela padronização por meio de normas nacionais ou internacionais.

Mas quão significante é o impacto que estamos falando? Veja, por exemplo, o Departamento de Defesa dos EUA, que está projetando US$789 mi em apenas um de seus programas de redução de custos. Como eles fizeram isso? Eles focaram na padronização de peças e processos.

Ou pergunte para a indústria de segurança contra incêndios elétricos que, colaborando com diversos órgãos relacionados, ajudaram a prevenir mais de 40.000 incêndios residenciais, mais de 350 mortes e mais de 1.400 acidentes a cada ano.

Ou pergunte para a Deere & Company, da qual seus equipamentos de agricultura e construção são exportados e utilizados ao redor do mundo. Participando no desenvolvimento de normas para componentes de peças como fixadores e acessórios, a Deere sabe que esses componentes atenderão aos seus critérios de “peças de prateleira”. Sem contar que, quanto mais componentes padronizados eles utilizarem, menos eles e seus clientes terão de pagar.

Participando de atividades de desenvolvimento de normas – e na implementação de normas e ferramentas de conformidade – cada uma dessas organizações foi capaz de racionalizar seus processos, cortar custos, ganhar e manter acesso à novos mercados e melhorar seus resultados finais.

“Normas permitem a competição entre organizações para oferecer produtos e serviços procurados e assim aumentar a inovação, a qualidade e a redução de custos. Negócios devem ser honrados por ativamente buscar por produtos e serviços baseados em normas e não meramente reconhecidos somente pela conformidade.”
– Ramesh Arunashalam
Wincor Nixdorf Inc USA